Extrangeira

25. září 2011 v 21:49 | Nena
Um golpe de luz me cegou
Ou foi a intuição, que falhou,
Talvez escolhi percorrer o caminho mais longo
O fato é que a teus braços fui
Não soube jogar
E perdi
Me cansei de sonhar em sentido contrário,
Se minha alma se encontra em céus abertos
Você se recusa a voar.
Se conjuga a vida em passado imperfeito
E jamais aprendeu a sentir, ou a amar.

Se sempre fui, estrangeira em seu coração,
Sairei daqui
E me arranjo com a minha dor,
Sem teu amor.

O tempo correu contra mim
O chão se abriu e caí
Jamais consegui
Desenhar teus espaços em branco

Se minha alma se encontra em céus abertos
Você se recusa a voar.
Se conjuga a vida em passado imperfeito
E jamais aprendeu a se entregar
Não, não

Se sempre fui, estrangeira em seu coração,
Sairei daqui
E me arranjo com a minha dor,

Se sempre fui, estrangeira em seu coração,
Sairei daqui
E me arranjo com a minha dor,
Sem teu amor.

E me arranjo com a minha dor,
Sem teu amor.
 

Buď první, kdo ohodnotí tento článek.

Nový komentář

Přihlásit se
  Ještě nemáte vlastní web? Můžete si jej zdarma založit na Blog.cz.
 

Aktuální články

Reklama